NOTÍCIAS

ESPORTE E SAÚDE

Prevenção ao câncer de boca é destaque em corrida da Capital

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), estima-se que haverá 11.200 novos casos de câncer de boca em homens e 3.500 em mulheres no país em 2018. Só em Mato Grosso, neste ano, a perspectiva é de 150 novos casos em homens e 40 em mulheres, considerando as taxas brutas de incidência por 100 mil habitantes.

Com o objetivo de alertar a população mato-grossense e conscientizar sobre a importância da prevenção à doença, será realizada a 6ª Corrida de Combate ao Câncer de Boca e 4ª Corrida do Cirurgião-Dentista. Organizada pelo Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), a sexta edição da competição acontecerá neste domingo (14), às 7h, no Parque Tia Nair.

O evento contará com pontos de prevenção e diagnóstico do câncer de boca. Membros da Câmara Técnica de ASB (Auxiliar em Saúde Bucal) e TSB (Técnico de Saúde Bucal) do Conselho e da Rede Feminina do Hospital do Câncer de Mato Grosso auxiliarão no atendimento ao público.

“O objetivo de disponibilizar pontos de avaliação é justamente aumentar o índice de diagnóstico precoce do câncer bucal, de lesões potencialmente malignas e de valorizar a importância da prevenção e do autoexame”, explicou o secretário-geral do CRO-MT, José de Figueiredo.

PREVENÇÃO – De acordo com a cirurgiã-dentista e doutora em ciência odontológica, Diurianne Caroline Campos França, um terço dos novos casos de câncer que ocorrem anualmente ao redor do mundo poderia ser prevenido.

“O câncer de boca tem cura se diagnosticado em sua fase inicial. A suspeita, no entanto, é difícil, já que no início ele não dói. É preciso estar atento a algumas alterações como manchas brancas, vermelhas ou escuras na mucosa da boca; úlceras ou feridas; caroços que não cicatrizam em até 15 dias e outros sintomas como sangramento, dentes moles, salivação intensa, alterações na fala ou dificuldade para engolir”, esclareceu Diurianne.

A especialista enfatiza que a prevenção do câncer de boca pode ser feita por meio de cuidados básicos. Além de visitar o cirurgião-dentista pelo menos uma vez ao ano, é preciso evitar o fumo e a ingestão de bebidas alcoólicas, ter uma boa higiene bucal, evitar exposição ao sol sem o uso de protetor solar e labial e realizar uma dieta saudável a base de frutas e verduras.

“As taxas mais altas de incidência do câncer de boca ainda se encontram em homens acima de 40 anos. Porém, tem aumentado os casos entre mulheres e jovens não fumantes, provavelmente relacionado ao papiloma vírus humano (HPV), que desempenha um papel cada vez mais importante como fator etiológico do câncer da região orofaríngea”, explicou.

Caso o paciente esteja inserido em algum dos grupos de risco – que envolvem tabagismo, alcoolismo, pré-disposição genética, exposição excessiva à radiação solar (raios ultravioletas), deficiências vitamínicas, imunossupressão e demais exposições ambientais e ocupacionais –, o ideal é que seja feito o acompanhamento a cada seis meses com um cirurgião-dentista.

CORRIDA – Neste ano, a 6ª Corrida de Combate ao Câncer de Boca e 4ª Corrida do Cirurgião-Dentista contará com trajetos de 4 e 8 quilômetros e será dividida entre as categorias “Geral”, “Cirurgião-Dentista”, “Idoso” e “Especial (PCD)”. Cada participante poderá retirar o kit contendo camiseta, número de peito e chip eletrônico neste sábado (13), das 10h às 22h, na loja Skechers do Pantanal Shopping.

ZF PRESS – ASSESSORIA DE IMPRENSA DO CRO-MT

COMENTÁRIOS