CRO Itinerante promove palestra em Barra do Garças

CRO Itinerante promove palestra em Barra do Garças
06 de maio de 2016

CRO Itinerante promove palestra em Barra do Garças

No processo de diagnóstico é imprescindível a realização de um exame físico minucioso, bem como a solicitação de exames complementares específicos. Na odontologia, esse quadro ainda precisa avançar. Este é um dos alertas da palestra “Exame preventivo e biópsia na rotina do consultório odontológico”, que foi ministrada pelo cirurgião-dentista Arlindo Aburad, doutor em Patologia Bucal pela USP, durante visita do CRO Itinerante, no dia 6 de maio, em Barra do Garças (a 550 km da Capital).

Promovido pelo Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), o evento reuniu acadêmicos e profissionais da área para trocar experiências e informações sobre a importância deste tipo de abordagem em seus pacientes. Além de monitorar a saúde bucal, prevenir e diagnosticar precocemente lesões em tecidos orais é bastante eficaz. Dessa forma, é possível detectar casos suspeitos de câncer de boca – o que possibilita chance de cura entre 80% a 90% destes.

De acordo com Aburad, tanto os cirurgiões-dentistas quanto a população já estão se conscientizando sobre a necessidade em se realizar um check-up periódico para garantir a saúde bucal. “Quando um paciente se depara com qualquer alteração na boca, a primeira coisa que ele faz é procurar um cirurgião-dentista. Isso é bom. Mesmo assim, é importante fazer o exame preventivo periodicamente. Se possível, de seis em seis meses”, comenta.

Ele complementa que é importante observar que existem muitos profissionais qualificados no assunto pelo Estado. “Contudo, ainda não é a maioria. Precisamos incentivar mais e amplificar a realização de exames preventivos – quando necessário, as biópsias”, diz. Para Aburad, a grande limitação é resultado do medo que envolve o assunto e torna muitos profissionais inseguros quanto à execução do procedimento – que é considerado fundamental na análise das alterações do padrão de normalidades.

Também esteve presente no evento o cirurgião-dentista Hélio Rezende Assunção Junior, delegado regional do CRO de Barra do Garças. “Reuniões como esta são muito importantes para a união e aproximação da classe. Com este propósito, neste evento, recebemos o apoio da ABO de Barra do Garças. Hoje, no município, contamos com aproximadamente 100 cirurgiões-dentistas – entre rede pública e particular. Fortalecer e valorizar a Odontologia é o nosso intuito”, enfatiza.     

CÂNCER DE BOCA – Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), estima-se que em 2016 haverá 11.280 novos casos de câncer de boca em homens e 4.010 em mulheres no país. Em Mato Grosso, a perspectiva é de 120 novos casos em homens e 40 em mulheres, considerando as taxas brutas de incidência por 100 mil habitantes.

 

ZF PRESS - Assessoria de Imprensa

Cadastre e receba nossa
Newsletter